26 de dezembro de 2010

HOMENAGEM DO A FERRO E FOGO AO VOCALISTA JÚLIO DO SANTUÁRIO





EP - GLADIADOR REI (EXCLUSIVIDADE BLOG A FERRO E FOGO)


1. BARBAROS ( AO VIVO NO CARBONO 14)
2. BARRABAS
3. TRANSGRESSORES DA LEI
4. ESPÁRTACUS, GLADIADOR REI
5. SANTUÁRIO
bônus
sons das Bandas v2 e Naja


parte 1
parte 2


Descanse em paz, Julio.




TEXTO RETIRADO DA NET
A banda Santuário foi uma das precursoras do heavy metal brasileiro e teve seu auge em 1986, ironicamente o mesmo ano em que seu vocalista, Julio Michaelis adoeceu gravemente, precisando deixar o grupo.
Depois de recuperado, Julio passou a dedicar-se a produções musicais e a passar adiante sua experiência em ser músico no país na época pré-internet, pré-CD, onde tudo era muito caro e difícil de divulgar.
O Santuário foi formado em uma sexta-feira 13, em agosto de 1982, na cidade de São Vicente, litoral de São Paulo, por Julio Michaelis Jr. (vocal), Ricardo “Micka” Michaelis e Armando Bandech (guitarras), Jorge “Rato” Bastos (baixo) e Alessandro Marco (bateria). Tempos depois, ocorreu a saída de Bandech – TROCOU O ROCK PELA PM - e, como quarteto, participaram das gravações da segunda edição da coletânea “SP Metal”.
O Santuário, que já chamava a atenção em seus shows, obteve grande repercussão entre os fãs com as faixas Espartaco, Gladiador Rei e Santuário.
Tudo corria bem até o início de 1986, quando Julio Michaelis Jr. passou por sérios problemas de saúde e teve de se afastar. No período em que não se confirmou a saída do vocalista, a função nos shows inicialmente era dividida por “Micka” e “Rato” e, posteriormente, apenas por “Micka”, ficando o Santuário como um trio por menos de um ano, quando a banda acabou.
Em 2006, o baterista Alessandro Marco e sua banda V2 apresentaram um tributo ao Santuário, mas a participação de Julio Michaelis acabou não acontecendo por motivos de saúde.
A última participação musical de Julio aconteceu nas gravações do filme ainda inédito “Brasil Heavy Metal”, onde aparece cantando e contando sobre as aventuras na época do Santuário. O filme, inclusive, reúne depoimentos de quase todos os principais vocalistas do metal e muitas pessoas que colaboraram em sua divulgação no país.
Ao contrário do que estamos acostumados a dizer em relação ao nosso país, os bangers não tem memória curta e sempre que surge uma nova banda, fazem questão de reverenciar àqueles que abriram campo ao heavy metal nacional.
Por isso hoje, com a partida de Julio Michaelis( 48 anos ), todos nós – bangers, metaleiros ou roqueiros, como quiser chamar – estamos em luto. E agradecemos por suas composições e performances. Fique em paz Julio.


Para assistir ao vídeo brasil Heavy Metal


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=3YeH1xtXn-c

Um comentário:

Evandro disse...

Tinha esquecido os links. Arrumei.